Harry Potter

Como eu poderia passar toda a existência desse blog sem falar sobre o Harry Potter?

Hoje assisti o Harry Potter 7.2 e o filme mexeu bastante com as minhas emoções… Nunca fui pottermaníaca, nunca li os livros em inglês antes que saíssem em português (a bem da verdade li o livro 5 só um ano depois que o livro 6 saiu e o 7 depois de uns seis meses que já tinha saído no Brasil e tava em oferta), nunca reli os livros, nunca fiz muito frisson em torno da série. Não sei se foi porque já era leitora e já conhecia outros mundos mágicos ou porque a empatia não foi o bastante, mas isso não significa de forma nenhuma que a série tenha sido menos marcante.

Comecei a ler a série logo que o segundo livro saiu no Brasil, em 2000, isso lá nos meus 14 anos, numa época em que por várias questões pessoais eu andava desgostosa dos livros. Na verdade, os livros nem me empolgaram muito, mas minha mãe, curiosa, comprou-os PARA ELA. Estava toda naquela coisa de “não quero essas coisas de criança”, e minha mãe disse: “mas não estou comprando para você, estou comprando para mim”. Lemos os dois de uma só vez. Nesse mesmo ano saiu o livro 3 – e lembro que o li numa das piores noites de minha vida, onde Harry e seus amigos me fizeram companhia, onde Hogwarts foi minha segurança (ou o único escapismo possível quando nem sua casa é segura).

Leia mais deste post