Infância – J. M. Coetzee

Ah, a infância… Aquela época idílica de brincadeiras até o pôr-do-sol, de candura e inocência e pureza e… Bom, não para todas as crianças. Para nem entrar naqueles casos onde a infância é usurpada pela violência e abuso (físico, psicológico, sexual…), há casos em que, por vários fatores, a personalidade também ajuda para que as lembranças desta época não sejam tão coloridas, ou mesmo passar pela infância não tenha sido indolor.

Este é um romance de inspiração autobiográfica de uma infância que, se não foi violada, também não foi o paraíso da felicidade. John cresce num país cindido (a África do Sul), em que há uma divisão bem clara e hostilidade declarada entre os grupos que compõem a população, para nem falar sobre o preconceito institucionalizado em relação aos negros. E por que a infância de um menino branco, africânder, de classe média, pode não ter sido maravilhosa?

Leia mais deste post

Anúncios