Lançamento: VII Demônios – Luxúria (Editora Estronho)

Então que eu estou participando desta antologia, uma ideia bem legal que vocês podem acompanhar abaixo. Fica o convite para lerem, prestigiarem, irem ao lançamento… 🙂

vii-luxuria-capa
Leia mais deste post

Lançamento: Fim do Mundo: Guerras, Destruição e Apocalipse na História e no Cinema

Daí que segundo a comoção popular o mundo acaba sexta que vem, dia 21/12. Já tem sua programação para o fim do mundo da vez? Pois nós temos uma sugestão! Se estiver em Porto Alegre, compareça ao lançamento deste livro!

Apesar de ler um livro acadêmico, a temática é bem livre e interessante para quem gosta de cinema e da interpretação histórica dos fatos.  Já fiz trabalhos acadêmicos mais ou menos nesse sentido e o resultado final é bem próximo para o leigo. E, claro, tem uma citação científica desse humilde blog em um dos artigos (ho ho ho).

Fica então o convite a todos 🙂

***

Fim do Mundo: Guerras, Destruição e Apocalipse na História e no Cinema

Organizadores:

Cesar Augusto Barcellos Guazzelli;
Charles Sidarta Machado Domingos;
José Orestes Beck;
Rafael Hansen Quinsani

Este livro é resultado do sexto Ciclo de Cinema, História e Educação realizado pelo Departamento de História da

UFRGS em parceria com a Sala Redenção- Cinema Universitário. A obra aborda a temática do fim do mundo explorada
com diferentes enfoques em treze filmes de diversos gêneros.

A ideia da morte, individual ou coletiva, da extinção do homem ou de todas as espécies e do fim do plano material
em que vivemos remonta desde os primórdios da existência do homem. O medo e a angústia presente em diversas
culturas, transmitidos de geração após geração de diferentes formas é explorado e amplificado a partir do século
XX pelo meio cinematográfico. Por meios religiosos, míticos, belicosos, sobre-humanos ou por desastres naturais
a presença do fim é ressuscitada de tempos em tempos coadunando angústias de tempos passados, presente e
expectativas de futuro. No nosso presente isto é sintetizado no ano 2012, possível data do fim do mundo identificada
pela civilização Maia.

Os filmes analisados são: Apocalypto de Mel Gibson; Dr. Fantástico de Stanley Kubrick; Contágio de Steven
Soderbergh; Terra dos mortos de George Romero; A última esperança da terra de Boris Sagal; O Advogado do diabo
de Taylor Hackford; Armagedon de Michael Bay; Guerra dos mundos de Steven Spielberg; Conquista sangrenta de
Paul Verhoeven; Ensaio sobre a cegueira de Fernando Meirelles; O sacrifício de Andrei Tarkoviski; 2012 de Roland
Emmerich; As invasões bárbaras de Denys Arcand

Os treze filmes selecionados buscam contemplar estas temáticas e servir de escopo para a produção de um debate de
interesse acadêmico, científico e social divulgando a rica produção e reflexão realizadas no meio universitário do Rio
Grande do Sul.

Lançamento
Dia 21 de Dezembro 18h30min
Sala Redenção
Campus Central da UFRGS

***

Até a próxima!

Lançamentos Draco: Novembro e Dezembro!

Fim de ano tá chegando, as festividades da época também, amigos secretos vêm e vão e precisamos de opções de presentes. Sabendo disso, que tal dar uma olhada nos próximos lançamentos da Editora Draco? 🙂

Terra Morta: Fuga – Tiago Toy

Em Terra Morta: Fuga, o leitor acompanhará uma saga de sobrevivência ao terrível mal que assolou o interior de São Paulo e agora se dirige à capital.

Tiago é um rapaz introspectivo que sempre sonhou em viver na megalópole de São Paulo e buscar novos desafios. Só não imaginava que sua chance chegaria da pior maneira possível. Jaboticabal, sua cidade natal, é o cenário de um terrível apocalipse zumbi, uma tragédia que parece saída de um videogame ou filme de terror.

De repente, o jovem acostumado a treinos de parkour e muito trabalho precisa lutar para sobreviver. Nenhum local é seguro, ninguém mais é confiável, água e comida não são mais garantidas no dia a dia. Mesmo que a mente custe a acreditar, não há tempo para duvidar da realidade. A única opção é fugir.

A cada pessoa que Tiago encontra, uma surpresa. Aliado ou inimigo? Nunca uma certeza.

Tiago e seus companheiros deverão enfrentar o passado e seus medos, e em meio a um mar de zumbis canibais, descobrirão que o maior inimigo ainda são os humanos.

Descubra a origem da infecção enquanto corre sem parar, uma aventura dramática que é sucesso na internet e agora se torna uma série de livros. Pegue apenas o necessário e corra sem olhar para trás.

Sobre o autor:

Tiago Toy
O nome real é proibido mencionar, assim como sua idade. Nasceu por engano em uma cidadela no interior de SP. Já atuou, desenhou, dançou e cantou. Em 2009 foi pra capital em busca de seu destino com 50 reais e 30 miojos na mochila. Escreve nas horas vagas. Seu primeiro livro surgiu há 2 anos por acaso – Terra Morta – e arrebanhou uma fervorosa legião de zumbis. Ops, fãs. Adora cappuccino e sente saudades de sua gata. Não gosta de barulho nem de pessoas efusivas. Tem certa dificuldade em dialogar conclusivamente… Na verdade, não gosta de dialogar.

Terra Morta: Fuga
Autor: Tiago Toy
ISBN: 978-85-62942-32-7
Gênero: Terror – Literatura Fantástica – Fantasia Urbana
Formato: 14cm x 21cm
Páginas: 248
Preço de capa: R$ 44,90
Disponível em: 10/11/2011

 Para tudo se acabar na quarta-feira – Octavio Aragão e Manoel Ricardo

Dizem que uma das origens da Intempol, a Polícia Internacional do Tempo, ocorreu no ano de 1998, como cenário para o conto Eu Matei Paolo Rossi, de Octavio Aragão. Outros relatos optam pelo ano 2000 como ponto de partida, com o lançamento do livro Intempol – uma antologia de contos sobre viagens no tempo. Uma terceira versão aponta o álbumem quadrinhos The Long Yesterday, de Osmarco Valladão e Manoel Magalhães, como a primeira encarnação da série de aventuras, mas a webtira A Mortífera Maldição da Múmia, de 2002, baseada em um conto de Carlos Orsi e ilustrada pela Calango Produktado, também está no páreo.

Porém, talvez nenhuma dessas histórias seja verdadeira e a Intempol, como todo bom paradoxo, esteja dando seus primeiros passos este ano, com a publicação de Para tudo se acabar na quarta-feira, álbum de Octavio Aragão e Manoel Ricardo, publicado pela Editora Draco.

E que este seja um recomeço para os agentes intemporais, em nova casa. Com o entusiasmo de sempre.

Em meio a uma guerra pelo controle do crime organizado nos morros do Rio de Janeiro, um grupo de traficantes descobre que cada um de seus atos são parte de um plano maior e que seu futuro é um conceito questionável.
Eles têm quatro dias para descobrir quem dá a corda no relógio de suas vidas e tentar virar a ampulheta a seu favor, antes de se afogarem em samba, suor e sangue.

OCTAVIO ARAGÃO
é designer gráfico por decisão e acadêmico por destino. Trabalhou com cinema, jornalismo e publicidade, escreveu um romance (A Mão Que Cria, 2006) e já fez muitas coisas, mas gosta mesmo é de estudar de tudo um pouco. Hoje é professor adjunto da ECO-UFRJ, onde leciona jornalismo gráfico, coordena eventos como a V Semana de Quadrinhos da UFRJ e a SpaceBlooks, mas curte mesmo é a família. Mora no Rio de Janeiro, no bucólico bairro de Laranjeiras, com a esposa Luciana e os filhos Pedro Henrique e José Guilherme, suas melhores criações.

MANOEL RICARDO
Ex-fanzineiro de mangá em sua primeira publicação de quadrinhos, desenha desde sempre, e profissionalmente desde os 14 com pequenas editoras. Já ilustrou livros infantis, materiais didáticos, infográficos em jornal, ilustrações editoriais e já se aventurou na indústria de games. Autodidata convicto, fez seu primeiro curta metragem de animação em 2010 chamado “Rock’n Roll na Minha Vida”, disponível na internet. Também é músico e toca baixo elétrico em shows locais de MPB, pop, rock, samba e reggae, com pitadas de groove funk-soul. Cursa Desenho Industrial na Ufes, e é pai da Manuely, garotinha muito maneira que curte cantar, desenhar e jogar videogame.

Para tudo se acabar na quarta-feira
Autores:
Octavio Aragão (roteiro) e Manoel Ricardo (desenhos)
ISBN: 978-85-62942-28-0
Gênero: HQ – ficção científica
Formato: 17cm x 24cm
Preço de capa: R$ 24,90
Lançamento: 17/11/2011

Dividindo Mel – Iris Figueiredo

Dividida entre dois apaixonantes rapazes, Mel precisa escolher com quem ficar, não sem passar pelas mais divertidas – e constrangedoras – situações. Decida com elaem Dividindo Mel, romance de Iris Figueiredo.

Todo mundo sabe o que é se apaixonar: o frio na barriga, os abraços, os beijos e os sorrisos. Só que ninguém gosta quando o relacionamento dá errado e termina de uma hora para a outra, sem explicações. Melissa sabe muito bem disso. Afinal, ela nem chegou a duas décadas de vida e possui uma lista de ex-namorados (e alguns ex-qualquer-coisa-indefinida) maior do que gostaria. Mel prometeu para Rebeca, sua melhor amiga, que agora iria focar em seu futuro e deixar os relacionamentos para depois, pois tendiam a terminar mais rápido do que começavam. O que ela não esperava era conhecer, por acaso, um cara maravilhoso que parecia o Príncipe Encantado com quem tanto sonhou. E, menos ainda, que seu melhor amigo voltaria para a cidade trazendo consigo um monte de lembranças e acontecimentos especiais.

E agora, como ficará o já cansado coração da dividida Mel?

Sobre o autor:

Iris Figueiredo

é romântica, apaixonada por livros e música e também sonha com seu Príncipe Encantado. Nasceu em 1992, cresceuem São Gonçalo– RJ, e foi homenageada como cidadã exemplar do município em 2011. Graduandaem Comunicação Socialpela UFRJ, é a organizadora do Clube de Leitura de SG e madrinha do Clube do Livro Instituto C&A. Uma das contistasem Meu Amoré um Anjo (2011), trabalha com leitura crítica e mantém um blog sobre literatura jovem. Escreve suas ideias mirabolantes nas horas vagas.

Site: www.literalmentefalando.com.br
Blog: www.iris-figueiredo.blogspot.com

Dividindo Mel

Autora: Iris Figueiredo
ISBN: 978-85-62942-41-9
Gênero: Literatura infantojuvenil – Chick Lit
Formato: 14cm x 21cm
Páginas: 200
Preço de capa: R$ 35,90
Disponível em: 02 de dezembro 2011

 Gabriel – Cláudio Parreira

Tendo como companheiros um ex-poeta bêbado e filosófico, uma mocinha nada virtuosa e centenas de retratos de Marilyn Monroe, o leitor descobrirá em Gabriel, romance de Claudio Parreira, que nem tudo é o que parece, que o Sagrado muitas vezes veste as calcinhas do Profano e que o pecado, nem sempre, conduz ao inferno.

2.011 anos depois da sua mais importante missão, o anjo Gabriel é mandado novamente à Terra pelo Supremo com mais uma incumbência.

Gabriel, porém, não é mais o mesmo. Os homens mudaram. Ao anjo não interessa mais as coisas do Céu, e a Terra com a qual se depara parece ter sido abandonada definitivamente por Deus.

Dividido entre a fé e a indignação, o desejo e a raiva, Gabriel vaga por uma cidade sombria e em constante mutação, experimentando — e também curtindo — os absurdos da modernidade.

Sobre o autor:

Claudio Parreira

é escritor e jornalista. Foi colaborador da Revista Bundas, do jornal O Pasquim 21, Caros Amigos online, Agência Carta Maior, entre outras publicações, como as coletâneas Contos de Algibeira, Fiat Voluntas Tua, Dimensões.Br, Portal 2001 e também na Fantástica Literatura Queer.  Recebeu ainda Menção de Honra para o conto O Jardim de Esperanças (Der Garten Der Hoffnungen), da Revista de Assuntos Latino-Americanos XICOATL, Áustria, em 1996. Mora em São Paulo, SP. blog claudioparreira.blogspot.com twitter @ClaudioParreira

Gabriel

Autora: Claudio Parreira
ISBN: 978-85-62942-43-3
Gênero: Literatura fantástica – fantasia urbana
Formato: 14cm x 21cm
Páginas: 272
Preço de capa: R$ 47,90
Disponível em: 17 de dezembro 2011

***

Tem para todos os gostos, como podem ver!

E até a próxima!

Lançamento: O Livro dos Gatos – Estevão Ribeiro

Recebemos um convite de lançamento que ocorrerá na Bienal – O Livro dos Gatos, de Estevão Ribeiro! Será lançado dia 03/09, às 14h, no estande da Saraiva. Maiores detalhes no convite abaixo:

O Livro dos Gatos

Cinco gatos.
Cinco histórias.
O destino de um mudando a vida de todos.
Em uma grande cidade, cinco felinos vivem suas vidas. Um é o bichinho de estimação
de uma enfermeira, outra viva na casa de uma madame. A casa de ração desse bairro é o
lar de outra gatinha, enquanto um gato que era branco mas ficou cinza vigia a oficina do
borracheiro. Somente o gatuno ronda livre pelas ruas. Estão separados, mas o Destino
faz com que se unam novamente para atender um último pedido.
“O Livro dos Gatos” de Estevão Ribeiro fala sobre diversos temas relacionados ao
convívio entre pessoas e animais nas cidades, como abandono, adoção, segurança,
morte e cooperação. Também será usado como uma maneira de alertar as pessoas sobre
as condições – muitas vezes precárias – em que vivem os animais de rua e como parte
de uma campanha para arrecadar fundos para Organizações Não Governamentais que
auxiliam animais abandonados. Já foram escolhidas duas ONGs, uma em São Paulo e
outra no Rio de Janeiro, que a cada livro vendido irão receber 5% do preço de capa
como doação para manterem o seu trabalho.


Especificações:
O livro dos gatos
Texto e ilustrações de Estevão Ribeiro
Dimensões: 20 x20 cm
68 páginas
ISBN: 978-85-64298-36-1
Preço de capa: R$ 25,00
Sobre o autor
Estevão Ribeiro nasceu em Vitória/ES em 1979 e publicou seu primeiro trabalho em
quadrinhos no jornal Notícia Agora em 2000. Desde lá, escreveu roteiros para mais de
600 páginas de histórias em quadrinhos, inclusive para a Turma da Mônica. É autor dedois romances, roteiros audiovisuais e é criador da tira Os Passarinhos, publicada em
sites e jornais desde 2009.
“O Livro dos Gatos” é seu primeiro livro infantil.
Twitter: @estevaoribeiro
Sobre a Llyr Editorial:
Llyr é o deus-mar da mitologia céltica da região onde hoje fica o País de Gales. Foi uma
figura presente no grande épico chamado Mabinogion. E com suas benções que viemos
trazer até vocês um mar de aventuras, um oceano de mistérios.
Llyr Editorial é o selo de literatura especulativa da editora Vermelho Marinho.
Coordenado por Ana Cristina Rodrigues, tem como missão apresentar ao público leitor
histórias de qualidade e envolventes, sejam elas de Ficção Científica, Fantasia, Terror,
Romance Sobrenatural, Steampunk…
Sua proposta é lançar novos autores e nomes consagrados, sempre buscando
entretenimento com qualidade literária.

Lançamento: A Tormenta de Espadas – George R. R. Martin

O blog, como vocês sabem, está e permanece de olho.

A Tormenta de Espadas, terceiro livro da série Crônicas de Gelo e Fogo, será lançado no Brasil agora no fim de agosto (e já está em pré-venda). O livro será lançado em volume único, ou seja, ao contrário das edições portuguesa e francesa, não será partido em dois. Todo o texto integral do volume estará lá, em 884 páginas (O_O!).

E vamos à canção de gelo e fogo particular do blog: de acordo com o primeiro capítulo teaser divulgado pela LeYa, como avançamos na adaptação desde o primeiro livro!!!!! 😀

Agora a blogueira para e sorri. Ela está de olho, mas fica muito feliz em saber que contribuiu ao menos um pouquinho para que o texto fosse melhor tratado quando publicado no Brasil. E acho, mesmo, que é só assim que se muda o que está errado: criticando, mas no argumento, nunca no mimimi. Se você parte para o xingamento e agressão, parte qualquer razão que você poderia ter tido a princípio.

E a saga continua!

Logo vai ter resenha aqui do muitíssimo aguardado A Dance With Dragons, o quinto livro da saga.

E pra quem quer uma resenhinha d’A Tormenta de Espadas, tem um mini-texto aqui.

Pra quem quer comprar o livro já de uma vez na pré-venda, dá pra clicar aqui também 🙂

***

Até a próxima!

Lançamento: Meu Amor É Um Anjo + PROMOÇÃO!

Vamos ao lançamento de junho da Editora Draco, da série Amores Proibidos! Se você não gosta só de vampirinhos, por que não se apaixonar por criaturas angelicais com Meu Amor É Um Anjo?

A coleção Amores Proibidos vem mostrar que o amor verdadeiro vence todas as barreiras, e pode fazer pessoas muito diferentes descobrirem que tem algo em comum, mesmo quando uma delas não pertence a esse mundo.

Se envolver com alguém não é nada fácil. Rola ansiedade no primeiro beijo, medo de expor os sentimentos e expectativa de saber quando será o próximo encontro. Imagine então quando o pretendente é um anjo?

Pode ser um tradicional de cabelos loiros cacheados, um sombrio de asas negras, um anjo da morte atrapalhado ou até mesmo um anjo num mundo de realidade virtual, louco para te levar em uma aventura inesquecível. Nesses casos, a adrenalina é ainda maior!

Nas surpreendentes páginas de Meu Amor é um Anjo você conhecerá histórias angelicais de diversas autoras de literatura fantástica nacional, repletas de casais apaixonados e situações inusitadas. Mas não pense que tudo são flores, afinal de contas, encontrar o par perfeito pode esconder terríveis surpresas.

Prepare-se para voar por histórias que vão do romance ao suspense, da fantasia ao terror, numa leitura com beijos de tirar o fôlego.

É hora de se apaixonar e cair em tentação.

Essa coletânea é organizada pelo escritor Eric Novello e pela editora Janaína Chervezan, leitores assíduos de literatura fantástica, e tem o prefácio de Ana Lúcia Merege, autora do romance juvenil O Castelo das Águias.

Autoras:

Anna Lizz

É uma melancólica garota imaginária que vive em seu mundo de eterna adolescência desenhando, lendo e escrevendo suas ideias loucas por horas a fio. Adora ler Jostein Gaarder, Shakespeare, as aventuras de Sherlock Holmes e histórias encantadoras sobre o Holocausto, como A Menina que Roubava Livros do escritor australiano Markus Zusak.

Eliana Martins

Nascida em São Paulo, é casada, mãe de quatro filhos e avó de sete netos (até agora). Começou a vida profissional como professora de crianças com necessidades especiais e foi escrevendo histórias para eles que descobriu seu gosto pela escrita. Publicou muitos livros e ganhou prêmios como FNLIJ – Altamente Recomendável e Acervo Básico, APCA. Também foi finalista dos prêmios Barco a Vapor (2005) e Jabuti (2008). Costuma dizer que suas visitas a alunos em uma infinidade de escolas são seu maior prêmio. Site http://www.segredodaspedras.com blog http://www.eliana-martins.blogspot.com

Flávia Côrtes

é  escritora, tradutora e leitora crítica, com formação em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Carioca, vive no Rio de Janeiro com marido e duas filhas. Site http://www.flaviacortes.com.br

Eugénia Tabosa

Nasceu em Lisboa, Portugal, onde viveu a maior parte da vida, tendo também morado no Brasil várias vezes, até se transferir definitivamente para São Paulo, em 2005. Licenciada em Pintura pela Universidade de Belas Artes de Lisboa, trabalhou em arqueologia (de campo, laboratório e restauro) e lecionou Educação Artística por mais de 26 anos em Portugal. A leitura e a escrita são paixões antigas.

Julianna Steffens

Nascida em Florianópolis, o belo cenário do seu conto. É uma garota que não para de se reinventar. Deixou sua profissão (a geografia) para se dedicar às suas grandes paixões. Autora do primeiro blog brasileiro especializado em chick lit, de tão apaixonada pelas aventuras românticas do gênero muitas vezes sonha que é a protagonista de uma. Divide seu tempo livre entre os seus três grandes vícios: literatura, cinema e séries que acompanha fervorosamente. Twitter @Lostinchicklit Blog ww.lostinchicklit.com.br

Lidia Zuin

Tem 20 anos e é estudante de Jornalismo, autora da iniciação científica Wired Protocol 7: um estudo sobre Serial Experiments Lain e a alucinação consensual do ciberespaço. Fã de música industrial e cyberpunk, publicou o conto “Dies Irae” na Imaginários 3 (2010) e mantém o blog Count0Write1.blogspot.com para publicar diversos textos do estilo. Foi modelo e repórter da primeira edição da revista Vapor Marginal, editada pelo Conselho Steampunk, grupo do qual também faz parte. Twitter @lidiazuin

Andréia Szcypula

Apesar do sobrenome, é paulistana e acha São Paulo um caos, mas também um lugar incrível para conhecer personagens e criar histórias. Nasceu em 1982, é casada e tem 3 gatos. É levemente mal-humorada, acha que sarcasmo é uma qualidade, gosta de assistir filmes pela metade e de finais tristes. Desde sempre, soube que seu lugar era ao lado dos livros, lendo, produzindo ou escrevendo. Por isso formou-se em Produção Editorial, trabalha na área editorial e está no começo de sua jornada como escritora.

Iris Figueiredo

Nasceu em 1992, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Atualmente, estuda jornalismo. É apaixonada por livros e comenta sobre eles em seu blog http://www.literalmentefalando.com.br. Depois de se aventurar por universos de outros autores, passou a escrever suas próprias histórias. Twitter @Iris_figueiredo

Larissa Naufel

É estudante de Música. Tenta convencer todo mundo que Louis Armstrong foi um alienígena. Toca violino feito um clone de Vanessa Mae sem braços e sabe preparar lasanhas. É uma garota extremamente comum e acha estranho falar de si mesma na terceira pessoa, mas acha que isso a faz parecer mais esperta do que é. Mora na Savassi, onde ambienta a maior parte de suas histórias e frequenta as danceterias mais legais. Seus autores favoritos são: Meg Cabot, Samuel Beckett e qualquer-um-que-estiver-lendo-no-momento.

***

E tem PROMOÇÃO para vocês, que andavam saudosos de uma!

Tudo bem que o ano agora é dos anjinhos, mas por que não ganhar um lindíssimo exemplar do Meu Amor É Um Vampiro, também da Editora Draco?

É simples!!!! Basta:

1) Seguir o  twitter @leituraescrita

2) RT a mensagem: “Sigo o @leituraescrita e quero o Meu Amor É Um Vampiro da @editoradraco! http://kingo.to/DiK ”

3) Vir aqui e responder qual criatura sobrenatural você gostaria de namorar!

Boa sorte! A promoção vai até 23:59 do dia 12 de junho!!!

***

Até a próxima!

Lançamentos da Draco: março e maio!

A Editora Draco está preparando várias coisas legais para o primeiro semestre e aqui vão todos eles! Alguns já estão prontinhos para serem lançados, outros o serão em maio, então vamos à lista:

Leia mais deste post

Lançamento: O Baronato de Shoah – A Canção do Silêncio, de José Roberto Vieira

 

O Baronato de Shoah – A Canção do Silêncio é o romance de estreia de José Roberto Vieira, uma emocionante aventura épica em um mundo fantástico e sombrio. Passado, presente e futuro se encontram com a cultura pop numa mistura de referências a animações, quadrinhos, RPG e videogames. Considerado o primeiro romance nacional pensado na estética steampunk, o mundo de O Baronato de Shoah une seres mitológicos como medusas e titãs a grandes inventos tecnológicos.

Desde o nascimento os Bnei Shoah são treinados para fazerem parte da Kabalah, a elite do exército do Quinto Império. Sacerdotes, Profetas, Guerreiros, Amaldiçoados, eles não conhecem outros caminhos, apenas a implacável luta pela manutenção da ordem estabelecida.

Depois de dois anos servindo o exército, Sehn Hadjakkis finalmente tem a chance de voltar para casa e cumprir uma promessa feita na infância: casar-se com seu primeiro e verdadeiro amor, Maya Hawthorn.

Entretanto, a revelação de um poderoso e surpreendente vilão põe Sehn perante um dilema: cumprir a promessa à amada ou rumar a um trágico confronto, sabendo que isso poderá destruir não só o que jurou amar e proteger, mas aquilo que aprendeu como a verdade até então.

 

Sobre o autor:

José Roberto Vieira

Nasceu em 1982, na capital de São Paulo. Formado em Letras pela Universidade Mackenzie, atuou como pesquisador pelo SBPC e CNPQ, atualmente é redator e revisor. Teve contos publicados na coletânea Anno Domini – Manuscritos Medievais (2008) e Pacto de Monstros (2009). BLOG www.baronatodeshoah.blogspot.com

O Baronato de Shoah – A Canção do Silêncio
Autor: José Roberto Vieira

Gênero: Literatura fantástica – romance

Formato: 14cm x 21cm

Páginas: 264 em preto e branco, papel pólen bold 90g
Capa: Cartão 250g, laminação fosca, com orelhas de 6cm
Preço de capa: R$ 46,90

A Fúria dos Reis – Tradução, lançamento e crítica

A Guerra dos Tronos foi o grande lançamento do ano passado (tá, tudo bem, reconheço, sou meio suspeita para falar), as Crônicas de Gelo e Fogo (ou A Song of Ice and Fire para os mais tradicionalistas) aportaram no Brasil, a série está encaminhada na HBO (inclusive o vídeo do último teaser lançado está aí embaixo no blog, ficou arrepiante demais), ao que parece A Dance With Dragons desse ano não passa e tudo vai bem no reino mágico de Westeros… não fossem por um pequeno detalhe.

Lembram-se do que houve com a tradução do Guerra de Tronos, assunto que cansamos de comentar aqui mas que nunca é demais repetir? Decepcionada com o tratamento que a LeYa deu para o lançamento, fiquei desanimada com os próximos lançamentos da série, mas com a esperança de que o burburinho que ajudei a causar revertesse numa edição mais cuidadosa e caprichada.

Ontem tive uma grata surpresa. 🙂

O Omelete divulgou novamente com exclusividade os primeiros capítulos de A Fúria dos Reis (A Clash of Kings), o segundo livro da série cujo lançamento está previsto para MARÇO/11. A tradução novamente foi a versão portuguesa da editora Saída de Emergência, pelo tradutor Jorge Candeias. Abri o arquivo com um pensamento de “putz, lá vamos nós de novo”.

Só que ao ler descobri que… O TEXTO FOI ADAPTADO!!!!!

Pois é, meus caros leitores! As reclamações foram ouvidas e, apesar de terem utilizado da edição portuguesa novamente, o novo livro está muuuuito mais próximo do nosso querido português brasileiro do que o primeiro volume da série. Claro, o tom do texto é mais formal, ainda mais porque emula uma linguagem passada, mas agora está fazendo jus ao texto original. Estou falando que é a perfeição em forma de texto? Não, faria algumas modificações para arredondar ainda mais o pt-br e reservo-me ao direito de discordar desta ou daquela traduções, mas isso é o de praxe.

Claro que dá para se questionar a escolha de comprar a tradução portuguesa ao invés de fazer uma tradução brasileira – e mais ainda a de jogar no mercado um texto com quase nenhuma adaptação para o idioma local, mas é bom saber que o maior problema do primeiro livro foi sanado no segundo.

E, claro, dá uma satisfação ainda maior saber que meu apelo, no post em que criticava e reclamava da primeira edição, teve esse poder. Se não houvesse um primeiro a reclamar, sem mimimi e com argumentos, vocês acham que haveria esse cuidado na segunda edição? Acho que não. Como fã da série e perfeccionista de carteirinha, não poderia estar mais feliz ao ler os capítulos disponíveis.

Porque, repetindo novamente se não tinha ficado claro para alguém até agora, havia três GRANDES questões envolvendo a tradução do primeiro livro: 1) não estar em português brasileiro, logo, trazer um formalismo até de certa forma pedante que não combinava com o texto original; 2) o desrespeito com o tradutor que nem sabia que tinham usado a tradução dele no Brasil e, principalmente, 3) imaginar que o público vai consumir qualquer coisa, sem se importar com a qualidade e adequação do produto oferecido.

E é isso. Não, não aceito qualquer coisa. Não vou consumir, isso é, gastar o meu dinheiro e fazer outra pessoa ter lucro, um produto ruim. E vou falar: está ruim, não é só porque a série que gosto está saindo no Brasil que vou achar tudo lindo e maravilhoso. A editora, no caso a LeYa mas vale para qualquer uma, não está fazendo nenhum favor em publicar livro algum – tem de fazer o serviço direito. Afinal, eu não estou PAGANDO por isso?

Muito bom saber que ao que tudo indica dessa vez estou sendo respeitada como consumidora. O blog será atualizado com mais notícias à medida em que elas apareçam – e espero que todas elas boas.

Até a próxima!

P.S.: O último teaser da série Game of Thrones, da HBO:

Lançamento: Duplo Fantasia Heróica: O Encontro Fortuito de Gerard van Oost e Oludara/A Travessia – Christopher Kastensmidt/ Roberto de Sousa Causo

Esse release é um pouco especial, porque é de um projeto que acompanho com carinho (o The Elephant and Macaw Banner) e que terá seu primeiro livro lançado agora em português! E anunciar um livro que você queria ler faz tempo sempre dá um sorrisinho nos lábios, não?

***

A fantasia é o gênero literário que mais tem crescido no Brasil, nos últimos dez anos. Agora em um mesmo livro, duas novelas repletas de aventura e seres fabulosos. Duas novelas que, como os antigos bandeirantes, rompem o Tratado de Tordesilhas da literatura brasileira e abrem nosso território e cultura para a fantasia do tipo espada e feitiçaria — engendrada por escritores como Robert E. Howard (criador de Conan) e Fritz Leiber (criador da dupla Fafhrd e Gatuno) —, que combina aventura e o encontro com criaturas sobrenaturais e fantásticas.

As Histórias

O Encontro Fortuito de Gerard van Oost e Oludara, de Christopher Kastensmidt. Van Oost, um aventureiro e viajante holandês, e Oludara, um guerreiro ioruba tomado como escravo, encontram-se em Salvador durante o Brasil Colônia, dispostos a, com muita astúcia e coragem, formar uma dupla de heróis como nunca se viu.

“Gostei de ‘O Encontro Fortuito de Gerard van Oost e Oludara’, de Christopher Kastensmidt. Esta é uma espécie de história de origem, e por isso vemos cada herói realizar um feito de heroísmo (e esperteza), preparando as próximas aventuras da dupla.”—Rich Horton, Locus Magazine

A Travessia, de Roberto de Sousa Causo. Em um Brasil pré-colombiano, o índio Tajarê e sua mulher, a sacerdotisa viking Sjala, tentam voltar para casa, fugindo da ira das amazonas, mas antes precisam chegar à outra margem do Grande Rio — enquanto a floresta é tomada por criaturas monstruosas.

“Com seu estilo rico e seguro, Causo vai tecendo uma epopéia admirável, plena de detalhes e com vocabulário extenso.” —Miguel Carqueija, Scarium Online

Os Autores

Christopher Kastensmidt nasceu nos Estados Unidos, mas vive no Brasil há mais de dez anos, residindo hoje na cidade de Porto Alegre. Ainda adolescente, teve várias ocupações, antes de cursar a Rice University, em Houston, Texas. No Brasil, foi sócio da empresa Southlogic Studios, que mais tarde foi vendida para a Ubisoft Brazil, uma firma de videogames junto à qual Kastensmidt se tornou diretor criativo. Sua estréia literária se deu com a história “Daddy’s Little Boy”, publicada na revista Deep Magic nº 41, de outubro de 2005. Também já publicou na Dinamarca, Escócia, Grécia, Polônia e República Checa.

“O Encontro Fortuito de Gerard van Oost e Oludara”, a primeira aventura da sua dupla de heróis apareceu na revista americana Realms of Fantasy (uma das mais importantes do gênero) de abril de 2010, como “The Fortuitous Meeting of Gerard van Oost and Oludara”. Kastensmidt chama a sua série de “A Bandeira do Elefante e da Arara”, ou “The Elephand and Macaw Banner”. A segunda história da serie tem o título de “The Parlous Battle of Gerard and Oludara against the Capelobo” e ainda está inédita.

Roberto de Sousa Causo é autor dos romances A Corrida do Rinoceronte (2006) e Anjo de Dor (2009), ambos pela Devir, e da novela Selva Brasil (2010). É também organizador das antologias Os Melhores Contos Brasileiros de Ficção Científica (2008) e Rumo à Fantasia (2009), entre outras. As primeiras aventuras de Tajarê foram publicadas na revista Dragão Brasil. Sobre a Saga de Tajarê, a revista CartaCapital disse: “Guardiões da Terra-Média e Guerreiros da Ciméria que se cuidem. Chegou um poderoso rival.”

Sobre o selo Asas do Vento: A Devir entra no mercado dos livros de bolso com uma linha de livros de fantasia, horror, ficção científica e aventura, publicando em combinações surpreendentes, o melhor dos autores nacionais e estrangeiros. Uma parte importante do trabalho de edição é encontrar um formato para se publicar textos ou histórias que o editor acredita ser relevante e merecedor de publicação.

A literatura fantástica está repleta de histórias curtas de grande qualidade que não encontrávamos uma maneira adequada de publicar. A coleção Asas do Vento vem justamente preencher essa lacuna. Ela é uma série de livros de bolso de acabamento primoroso, que visa publicar histórias mais curtas (contos, novelas, noveletas) que se destacam mas que normalmente acabam esquecidas por não terem tamanho suficiente para ocupar um livro de tamanho normal ou encontram espaço apenas em revistas ou antologias.

Com alta portabilidade, ao contrário da maioria das edições de bolso no Brasil, os livros da Asas do Vento realmente cabem no bolso (e nas bolsas). Com capa semi-rígida, também possuem maior durabilidade. Livros para desfrutar e colecionar.

Os livros da Asas do Vento estarão disponíveis em livrarias e bancas selecionadas.

Informações técnicas:

Título: Duplo Fantasia Heroica: O Encontro Fortuito de Gerard van Oost e Oludara/A Travessia
Autores: Christopher Kastensmidt/Roberto de Sousa Causo
Capa: Jonathan “Jay” Beard
Número de páginas: 128
Formato: 9 x 15 cm
Editora: Devir Livraria, selo Asas do Vento
ISBN: 978-85-7532-454-7
Preço: R$ 15,90

***

Até a próxima!