Sobre a Leitura Escrita

A leitura e a escrita são atividades conexas – obviamente, para alguém ler é necessário que outra pessoa escreva. O exercício proposto pelo blog é justamente o contrário: uma coleção de impressões e pensamentos sobre aquilo que foi lido.

O blog,é claro também, não tem nenhuma pretensão acadêmica – se resolveu procurar ajuda para o seu dever de casa (da escola e da faculdade) aqui, que os textos aqui presentes sirvam de base para uma pesquisa mais profunda sobre o tema desejado, em fontes mais aprofundadas.

Eu, a autora,sou uma leitora um tanto quanto inveterada, que gosta de tudo um pouco. Sobre o meu gosto, é possível que a freqüência de obras de ficção fantástica seja ligeiramente maior do que de outras, já que é um gênero que muito me interessa e satisfaz. E é bom dizer que sempre que possível gosto de ler autores nacionais que escrevem sobre o tema.

Claro, este não é um espaço destinado apenas a resenhas. Qualquer assunto conexo à leitura e à literatura é bem-vindo e poderá ser encontrado aqui. Aceito também sugestões de pautas!

Sobre a freqüência das atualizações, o ideal é que ocorram, pelo menos por enquanto, duas por semana. Só que, infelizmente, preciso de dinheiro para novas aquisições para minha biblioteca, então pode ser que meus compromissos profissionais e acadêmicos me tomem tempo demais e deixem tempo de menos para o blog. Mas, caso isso ocorra, voltarei a postar assim que for possível.

Assim sendo, boa leitura a todos!

2 Responses to Sobre a Leitura Escrita

  1. eduardo daniel disse:

    Parabéns. O seu blog é tão bom que um dos efeitos colaterais dele, é gerar táticas diversivas, espontaneamente. Minha colega, aqui no trabalho, teve de deixar um livro cair na própia testa (trabalho num sebo), já que eu não parava de ler e não prestava atenção nas palavras código, e o patrão estava perigosamente perto. Só me espantei com você não ter gostado do William Gibson, o que você leu?
    Pois é, conseguiu mais um leitor.
    Eduardo, Campinas.

    • Ana Carolina Silveira disse:

      Coitado do seu amigo!!!! Daí não pode!!!

      O livro do Gibson que eu li foi Neuromancer. É, não deu. O problema no meu caso não foi nem a “tecnologia velha”, eu não gostei da trama mesmo, da linguagem, não me pegou. Acabei comprando Idoru num sebo, agora é ler, né?

      E muito obrigada pela audiência! 🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: