Sobre as núpcias de Sansa Stark

sansa1Então.

Tava feliz da vida pensando: “vai chegar segunda-feira, vou escrever uma linda resenha de Mad Max e será isso”. Tava até pensando em lá pelo episódio 8 de Game of Thrones escrever outro post sobre a série e fechar ao fim da temporada (já que minha paciência para fazer resenhas individuais esgotou-se em algum ponto da temporada passada).

Só que o episódio de ontem foi coroado por uma cena forte demais para passar batida.

Antes, resumo rápido: Arya prossegue com o treinamento e tem algumas sequências interessantes (e a suspeita já presente nos livros que a trama dela desembocará na conclusão de que ela jamais será Ninguém – ela é Arya Stark, movida pelos amores e ódios que não pode deixar pra trás), Dorne tá cada vez mais uma bela duma porcaria nonsense, com Jaime Lannister louquíssimo achando que um plano tão imbecil teria a menor chance de dar certo e Sand Snakes ridículas e dispensáveis (além duma luta pessimamente coreografada), etc, etc, etc.

Até que… Sansa se casa com Ramsay Bolton.

O que viria a partir daí era algo anunciado desde o ano passado, no mínimo. Os três atores envolvidos na sequência se referiram a cenas chocantes, odiosas e traumáticas que ocorreriam com os personagens em breve. E quem leu se lembra da TERRÍVEL cena das núpcias de Jeyne Poole (foi a única de todas do livro que me fez passar fisicamente mal), personagem que foi incorporada pela Sansa, então já dava para imaginar o que estava por vir. Mas tinha aquela sensação de “os produtores não vão fazer isso, não com uma personagem querida que vimos crescer diante das câmeras”.

Bom, fizeram.

Sabem o que é pior? Pensando numa perspectiva puramente narrativa, era um desdobramento lógico dos acontecimentos. Nós conhecemos Ramsay (um psicopata louquíssimo que coloca Joffrey no chinelo), sabemos que ele é um vilão vil e asqueroso e não seria romântico e fofinho com a nova esposa. E que não perderia a oportunidade de torturar seu brinquedinho Theon Greyjoy. Porém, mesmo fazendo sentido no contexto, a cena soa como desnecessária e profundamente errada. Principalmente pela forma como foi conduzida.

Nada tenho contra estupros em obras de ficção desde que sirvam a contextos narrativos. Tem a cena brutal tanto no livro quanto nos filmes envolvendo Lisbeth Salander, mas que não me chocou ou enojou da mesma forma. Dormi muito mal essa noite, incomodada por sonhos intranquilos, custei a pegar no sono devido à sensação desagradável causada pelo episódio. Aliás, acho que no sentido “me fazer sentir muito mal”, apesar de não ser uma cena gráfica, perde somente para Salò em termos de todo sadismo e niilismo envolvidos.

Não dos personagens, mas principalmente dos produtores.

Primeiro por não resistirem a utilizar o manjado e horrível “estupro como ponto de virada” para um personagem feminino. Como foi com a Daenerys – que também não ocorreu no livro e guarda semelhanças gráficas com a da noite anterior. Então tudo o que Sansa sofreu até o momento não foi o suficiente para fortalecê-la como personagem, na visão da produção? Todo abuso físico que ela passou nas mãos de Joffrey, o abuso sexual de Littlefinger, nada disso foi o bastante? A menina que só faz sofrer desde o fim da primeira temporada precisava de mais? Não estava estabelecido que ela sai de cativeiro atrás de cativeiro e agora está presa em seu próprio lar, pelas pessoas que assassinaram sua família?

Aliás, a mesma, mesmíssima, menina que no fim da temporada passada colocou Littlefinger no bolso com um “eu sei o que você quer” com um subtexto bem forte de jogo sexual, que desceu das escadarias do Eyre transformada em alguém auto-confiante, mas que virou marionete no próximo episódio ao saber que seria casada apenas com o filho do homem que traiu seu irmão e matou sua mãe. Que, no episódio passado, sutilmente demonstrou seu desagrado com a situação e aproveitou-se de detalhes para colocar suas poucas cartas na mesa? Que antes do fatídico evento, colocou a bully da vez em seu devido lugar e demonstrou estoicismo na cerimônia horrenda?

E dá-lhe estupro pelo CHOQUE. Os autores precisavam de um novo Red Wedding, cá temos um.

Como se o público precisasse ser relembrado que Ramsay é um monstro sem limites e se Sansa precisasse de mais algum motivo para ter ódio profundo dos Bolton e querer se vingar deles.

E o que é pior: se estupro como ponto de virada de personagem não fosse um clichê preguiçoso o suficiente, e quando esse personagem é masculino, ainda por cima? E se o foco do terror do ato é Theon (o que finalmente o fará sair do estado mental que se encontra)? Se o foco é no horror que ele sente ao testemunhar o que está acontecendo?

Não basta Daenerys estuprada (esse deixamos passar)? Cersei estuprada (com os produtores até hoje batendo o pezinho e dizendo que não não não)?

Quando Ramsay, ao obrigar Theon a testemunhar os atos, diz que “ele a conheceu como menina e agora a verá como mulher” não é apenas o personagem o torturado. É o PÚBLICO que viu a atriz crescer nos últimos anos e agora vê seu personagem sofrer os horrores inenarráveis. E o público vai perdoar?

E o público, ah, a pior parte do público…

Me doeu quase tanto como a cena em si ver numa resenha o crítico ter de explicar por que se trata de um estupro e não de um sexo consensual mas muito violento (“ela não gritou”, “ela não reagiu”, “ela sabia o que envolve um casamento”). Óbvio que ela sabia que dessa vez o casamento envolveria sexo, mas a partir do momento em que o Theon não sai daquele quarto é igualmente óbvio que o contrato se quebrou. Que o consentimento não era para aquilo. E que a sonoplastia deixa muito claro (o ouvir consegue ser pior do que ver).

Outro comentário que li por aí é que Theon foi torturado e castrado… Mas convenhamos, qual a chance disso acontecer com você, leitor médio, fora dos piores pesadelos? E de ser estuprada, leitora média? E saber que estupro é real, acontece, não dá isenção de vê-lo na ficção. Tantas coisas são reais e acontecem mas a ficção evita abordar, né? Ou ao menos aborda com alguma sensibilidade.

Se ainda fosse uma cena com uma pegada crítica, mas passa bem longe disso. É apenas uma menina (ressaltando de novo, ME-NI-NA) passando pela pior experiência sexual possível para o deleite de alguns e o choque de muitos.

Até concordo que a arte não deva ser tranquila, que o espectador tem de ser provocado, inclusive, se há consentimento (olha de novo) levado até o limite. Mas não sei até que ponto o público consentiu em ver uma personagem tão querida sofrer de novo. “Ah, quando são as esposas do Craster ninguém se importa”, como disse acima, contexto é tudo. Ali o contexto era outro e bem diferente. “Quando foi com a Jeyne Poole, ninguém se importou”, até hoje acho aquela cena do livro gratuitaça. E não sejamos cínicos: uma protagonista é um personagem no qual investimos afetivamente. Principalmente uma que conhecemos desde a infância. Não foi o acordo que fizemos com os autores da série  vê-la sofrer a esse ponto (e virar novamente a donzela em perigo, a princesa que o vilão se sente no direito de possuir à força).

Só resta lamentar a escolha narrativa pobre, sádica e calcada no shock value.

P.S.: A cena me incomodaria muito menos se, mesmo violenta, fosse centrada na Sansa. Se o take final fosse o rosto dela, com a expressão variando do choque pra dor e depois do “eu sou indomável, incontrolável, inquebrável, esse foi o seu turno, se prepara que vai ter troco”

sansa2

***

Até a próxima!

Anúncios

4 Responses to Sobre as núpcias de Sansa Stark

  1. Mariana disse:

    Aff, viu esperar a gripe passar p ver essa bosta de série de novo.

  2. André disse:

    Você esperava o que? Que Sansa casasse em Winterfel e fosse feliz para sempre?
    Daenerys estuprada? Sim, foi tão forçada que logo procurou um geito de ‘abafar’ na cama com seu marido.
    Cersei? Bem, ela fez um charminho, afinal estava velando um filho. Mas estupro? Duvido!

  3. Pingback: Game of Thrones – Quinta Temporada | Leitura Escrita

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: