Game of Thrones – Terceira Temporada (HBO)

04-got-4

Então cá estamos, atrasados mas não ausentes, para o fechamento da terceira temporada de Game of Thrones! Esta foi bem intensa, com emoções fortíssimas, episódios excelentes e a produção que parece melhorar a cada temporada. Vamos lá.

 Primeiro que essa talvez tenha sido a temporada com os episódios mais fortes – o que falar dos episódios 4, 5 e especialmente 9, por exemplo? E os fracos foram tão poucos que não prejudicaram (apesar de algumas escolhas questionáveis). Se é que isso era possível, a história encorpou.

 É uma decisão corajosa e arriscada trazer um Red Wedding para a televisão – a maioria dos telespectadores deseja andar pelo caminho do previsível – e quer algo mais previsível do que a vingança do filho contra os assassinos do pai? Para o telespectador, a morte de um personagem que é aparentemente o principal e de uma forma tão violenta é algo muito forte e que poderia, sim, representar uma massiva queda de audiência. A jogada, porém, aparentemente deu certo (segundo os índices de audiência), mas teremos de esperar ano que vem. Não que a retribuição não virá a cavalo na próxima temporada… Mas, de qualquer forma, foi sem sombra de dúvida um dos momentos mais marcantes da televisão, repercutindo por semanas até mesmo entre quem não assiste à série.

 Os únicos exageros que cortaria sem dó nem piedade são as longas cenas de tortura de Theon (a partir de determinado ponto o espectador já entendeu), em especial a cena da castração que traz tudo o que a série tem de pior: uma cena longa quando vários personagens precisam de mais tempo, a exploração da nudez pela nudez (especialmente a feminina). Aliás, não é porque é uma série de faixa etária maior que pode-se abusar de peitos como adolescente recém-ingresso na puberdade. Há cenas de nudez/sexo com contexto, que cumprem uma função narrativa – outras, o que estão fazendo lá além da exposição de corpos?

 Sobre atuações, continua minha posição dos outros anos: no geral, excelentes atores, com menções especiais a Michelle Fairley e Nicolaj Coster-Waldau pelo trabalho incrível com seus personagens. Espero mesmo que ganhem prêmios por suas atuações, já que principalmente o segundo foi a estrela da temporada. Sempre bom destacar o assustador Tywin Lannister de Charles Dance, maravilhoso em todas as suas cenas. Como Jon Snow esse ano ganhou mais estofo e mais oportunidades de ser menos unidimensional, Kit Harrington fez um trabalho um pouco melhor, também.

 Sobre os personagens, gostei muito da Margaery meio Ana Bolena, meio Lady Di. Aliás: a Margaery da série merece toda minha torcida para terminar no Trono de Ferro (vemos pouco a personagem no livro, é mais jovem e aparentemente possui bem menos força própria, mas a da série…). A Talisa também acabou sendo muito melhor do que sua contraparte Jeyne Westerling, inclusive com sua dubiedade – era ela uma espiã? (fica aberto a especulações e interpretações diversas, mas notas da produção atentam para que não, não era). Idem a Shae da série: apesar de suas intenções terem sido completamente alteradas, ela é muito mais interessante do que a contraparte do livro – ter uma relação genuína com Sansa e vê-la casada com o homem com quem jamais poderá se casar. Acho muito provável que sua história será bem modificada daquela dos livros.

 Por falar nisso, o que estava mais interessada em falar: no que virá de agora adiante. Sabemos que foram adaptados 2/3 do A Storm of Swords, terceiro livro da série, tendo ficado o resto para o ano que vem. Sabemos também que é uma série de (até o momento) sete livros previstos e que vão crescendo com o tempo. E outro dado que também sabemos: a série terá, muito provavelmente, sete temporadas (talvez oito, com chorinho) e mais provavelmente ainda vai terminar muito antes do George RR Martin terminar seu último livro. Não estou esperando nem mesmo notícias do livro 6 antes do segundo semestre do ano que vem (quando o roteiro da quinta temporada estará pronta e esta em produção) e mesmo na adorável hipótese do livro sair em 2015, já estaremos nos arranjos da sexta temporada – a penúltima. Sim. É extremamente provável que a série de TV acabe antes dos livros. E aí?

 A primeira coisa que imagino é que o quarto e quinto livros serão MUITO reduzidos. Para começar, não são livros cinematográficos, adaptá-los literalmente é uma tarefa complicada – para não dizer impossível. Se com o número de linhas narrativas atuais já está difícil fazer justiça aos personagens estabelecidos, como seria dividi-los ainda mais? Imagino que as coisas serão muito simplificadas de agora para frente – e que muitos puristas terão ataques (e, para quem tem olhos atentos, como os autores da série sabem como os livros vão terminar, dá para perceber o que será importante no futuro).

 Enfim. Ano que vem ainda será um terreno parcialmente seguro para leitores, mas creio que mesmo nele todos nós seremos surpreendidos de uma forma ou outra. Começamos a sair do terreno da adaptação dos livros e percorrer o campo do “livremente baseado” – e estou muito curiosa para saber o que sairá daí. Aliás, há quem diga que a única possibilidade real de ver um fim da história seja na série de TV…

 Mas vamos lá para alguns pensamentos soltos a partir dessa temporada:

 *A Fé do Senhor da Luz será muito importante posteriormente, inclusive por sua ênfase. Não apenas pelos acontecimentos do quinto livro, mas num aspecto mais global e que atingirá toda a série. Inclusive, na “batalha final” entre gelo e fogo prometida no título.

 *Alguns personagens viraram favoritos dos fãs e acabarão sendo mais importantes do que nos livros: acho possível que Ygritte seja fundida com outra personagem por sua popularidade e desempenhe função diferente do original, assim como vejo a ênfase em Gendry tão grande que não duvidaria nem um pouco eu sua ascensão ao Trono de Ferro. E seria uma virada bem interessante, para falar a verdade.

 *Independente do que acontece nos livros, Daenerys chega a Westeros na quinta temporada. No máximo na sexta. Creio que VÁRIOS personagens de sua história serão cortados, simplesmente porque são dispensáveis e não temos tempo, espaço para coesão e nem dinheiro mesmo.

 *Aliás, consigo ver vários personagens e tramas sendo resumidos e cortados sem maiores dramas e prejuízos.

 *Estive pensando que essa temporada também sepulta, na série de TV, um dos shippings mais famosos dos livros: o casal Sansa/Sandor. Na série não faz sentido algum – mesmo o óbvio Sansa e Tyrion faz mais sentido do que ela sentir alguma coisa pelo cavaleiro dela e vice-versa. Até mesmo Sansa e Loras, se o segundo estivesse disposto a ter uma relação heterossexual.

 *Por outro lado, o segundo shipping preferido da série, Brienne/Jaime, sai da temporada fortalecido. A química entre os atores é incrível, ela se tornou uma favorita dos fãs e mesmo ele está no começo de seu arco de redenção. Por mais que em entrevistas ambos reforcem a relação como não-sexual, não tem como o casal sair fortalecido. Aguardemos.

 *Como estamos vendo, a maioria dos elementos mágicos foram cortados, incluindo alguns personagens. A verdade? Não estou me importando tanto, inclusive acho que a história se sai melhor sem vários deles. Quero ser surpreendida. Quero ver quais tramas vão sobreviver, quais serão remodeladas, quais serão suprimidas (e ver se minhas suposições estão corretas). Gosto da surpresa, da novidade, e sei que são mídias diferentes e a série jamais poderá fazer uma transposição total do livro. Sei também que muita coisa que funciona escrita não funciona na tela (e vice-versa), além de achar interessante mais de uma versão da mesma história. Vamos esperar o ano que vem, a quarta temporada, os rumores, emoções e cenas históricas que virão por aí.

***

Até a próxima!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: