Game of Thrones: Episódio 28 – Second Sons (HBO)

Alô vocês que estão acompanhando um blog cuja resenha atrasou uma semana! (bom, ainda tenho a ilusão de que alguém acompanha/se importa, mas me deixem). Acontece, a vida tem suas semanas ligeiramente mais caóticas do que a soma geral de acontecimentos. Mas enfim, todos nós gostamos de casamentos, e este episódio trouxe um dos vários que animarão a temporada. Não que os noivos estivessem muito ansiosos pelo enlace, mas…

 gots0328

  • Algo que me chamou bastante a atenção foi a concisão do episódio. Ao invés de vinte personagens que aparecem em seus bocadinhos de cenas de videoclipes, tivemos cinco linhas narrativas visitadas – e, destas, duas serviram apenas como abertura e encerramento. Então pudemos ter longas cenas e passar mais tempo com os personagens escolhidos, seguir de uma vez só seus dilemas e dramas. E tem a ver com o título, também: as principais histórias da noite se focam em segundos filhos: Tyrion, Stannis e a companhia de mercenários de mesmo nome (e também, porque não, Sandor Clegane e Samwell).

  • Vamos começar pelos animados pombinhos: este é um casamento que nem Sansa e nem Tyrion desejavam mas que, por força das circunstâncias políticas, foi necessário. Então não esperem um casal esbanjando felicidade, mas um par que vai, amarrado e humilhado, para seu destino. A sequência do casamento é belíssima, cenário lindo, figurinos lindos, mas as peças no tabuleiro também estão lá para participar. Claro que Joffrey não perderá a oportunidade de torturar a ex-noiva e muito menos de humilhar o tio, bem como Tywin e sua seriedade lembrarão que seus filhos não nasceram para servir de piada para ninguém. E a cena dos votos, depois do destaque no banquete, me deram uma pena imensa dos personagens envolvidos. Lembro-me desta mesma passagem nos livros: fiquei alguns dias triste por tudo o que foram obrigados a passar.

  • Claro que Tyrion não tá a fim de levar desaforo para casa, muito menos no dia de seu casamento, e o desagradável Joffrey aprende isso da pior maneira. Aliás, ele sabe disso e essa é a força para provocar o tio: somente Tyrion sabe quem o reizinho é de verdade -u monstro. Que também não se furta de ameaçar Sansa de estupro, como sempre. Coisa que Tyrion, numa sociedade que seria conivente com o estupro marital, não faz. Numa cena tragicômica (mais para o lado do trágico, claro), ele recita o hino da Patrulha da Noite ao dizer que vai esperar a noiva querer consumar o casamento e não a forçará a nada. Shae é a única pessoa genuinamente feliz na manhã seguinte.

  • Gendry, o bastardo, é levado para uma noite improvável para toda sua vida de menino pobre, mas o vinho, a comida e a mulher exuberante são armadilhas. Era para ele ser morto, mas num dos melhores diálogos da temporada, Davos convence seu rei que não deve matar um rapaz por seus objetivos. E dá-lhe exploração da nudez feminina (a cena tá longe de ser sexy, mas ainda assim fico naquela dúvida se, narrativamente, precisava mesmo ser daquela forma, se um pozinho no vinho não teria os mesmos efeitos práticos). E três maldições de sangue são lançadas…

  • Enquanto isso, em outro ponto do mundo, Daenerys continua sua saga por exércitos, navios e pela libertação de escravos. Para isso, tenta negociar com uma companhia de mercenários – e nem todo homem será educado perante uma mulher, quanto mais jovem e bonita. Só que entre estes homens está Daario: bonitão, perigoso e com atração óbvia por nossa khaleesi. Então ele a atacará, numa cena de nudez controversa, mas pelo menos mostrando que ela não se intimida e nem vai se intimidar por ninguém, nem mesmo por mercenários bonitos. Só ando me irritando com o fato da atriz ter só uma expressão facial para demonstrar essa segurança – não passa dureza, só atuação defeituosa. Enfim.

  • SAM THE SLAYER SAM THE SLAYER SAM THE SLAYER! Gostei da cena, mas perde parte da força sem plateia. E que tipo de pessoa deixa a arma mágica pra trás e simplesmente sai correndo???

 ***

Bom, novamente desculpem a demora e lembrem-se de que a série volta neste domingo!

 Até a próxima!

Anúncios

5 Responses to Game of Thrones: Episódio 28 – Second Sons (HBO)

  1. elviraxena says:

    Quando em um episodio tentam focar em todos os personagens, além de ficar ‘bagunçado’ não dá pra se envolver muito com o personagem da hora, com os dramas, com as questões… Em relação ao casamento… a cena pareceu curta, apesar do tempo pra ela ter sido muito bem explorado.

  2. Maurício M. says:

    O episódio não parece completo sem a tua resenha. Eu, pelo menos, me importo!

  3. Nábila says:

    Fiquei indignada com Sam largando a arma!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: