Game of Thrones – Episódio 19: Blackwater (HBO)

Estou arrepiada. Estou MUITO arrepiada. Desliguei a TV e estou escrevendo essa resenha (coisa que não costumo fazer porque prefiro “digerir” o episódio antes de opinar sobre X ou Y, acho que fica mais completo). Minhas expectativas para esse episódio em especial estavam altíssimas e elas foram superadas, ainda estou completamente sem palavras. Sério, se eu reclamei da ausência de dragões e de lobos pela série e eles usaram as verbas dos efeitos especiais todas para este episódio, parei de reclamar e não reclamo mais!!!

  • A surpresa já começou na abertura: nos créditos, só os nomes dos personagens que estavam em King’s Landing (e um perdido, mas…) o que apaziguou meu medo de que fossem dividir o episódio entre a batalha de Blackwater propriamente dita e a visita da Dany à Casa dos Imortais. Um episódio inteiro de batalha (e caberia mais uma meia hora tranquilo!). Nenhum pedacinho poderia ficar de fora!
  • Aqui uma das maiores vantagens da mudança de mídia: no livro, são uma série de capítulos intercalados entre os pontos de vista de Tyrion (na linha de frente da batalha), Davos (também na linha de frente, mas do outro lado) e Sansa (dentro das muralhas). Aqui dá para mixar todas as três, rodar e cortar entre todas elas, simultaneamente, dando a sensação narrativa de que as coisas estão acontecendo ao mesmo tempo.
  • Já disse que estou tão sem fôlego que nem sei bem o que dizer. Tudo começa com os preparativos de uma batalha para lá de esperada (dentro de Westeros e fora de lá, pois todos os fãs esperavam com afinco por este episódio): Tyrion e Cersei fazem seus últimos preparativos, Bronn e seus homens têm uma última noite de alegria e Davos repassa as últimas ordens para seu filhoe braço direito, que parece inocente por desconhecer o jogo sujo das batalhas.
  • Ficou legal o confronto entre Bronn e The Hound (que apareceu como nunca neste episódio!). Ambos assassinos, ambos vivendo de sua espada, mas com perspectivas completamente diferentes. Uma das melhores frases do episódio é do segundo, um pouco mais para frente, e resume bastante o que é o personagem: “nada de bom pode vir de um mundo de assassinos”. Aliás, interessante o homem que coloca a máscara de assassino, mas sente medo do fogo que o feriu na infância e que talvez tudo junto em sua cabeça o tenha feito pirar, ver a merda onde se encontrava e mandar uma grande banana para tudo.
  • Mas voltando à coerência temporal, toda a tensão e expectativa pela batalha, ver o plano de Tyrion dar certo (com direito ao alquimista dando uma cheiradinha em seu cangote) E VER UMA FROTA NAVAL EXPLODINDO EM FOGO VERDE PARA TODAS AS DIREÇÕES E EM TODOS OS ÂNGULOS *-* me deixou paralisada. Sério. Foi… foi incrível! Foi colocar uma das cenas mais legais do livro em papel e tudo ficar perfeito e fazer sentido, não parecer aqueles defeitos especiais toscões dos filmes do Hallmark!
  • Enquanto isso, no castelo, Cersei quer é se embebedar e encontrar o fim de cara cheia, enquanto isso fica conversando com Sansa sobre a vida e o universo sem censuras. A única ressalva que faço do episódio inteiro é dessa interação: nos livros, é talvez o único momento em que Cersei sente medo legítimo, mas tem de manter as aparências. Ali ela estava numa postura mais “fuck that shit, quero é encher a cara e que se exploda o resto”.
  • Ainda sobre elas, o confronto entre Cersei e Shae, que ficou pendente alguns episódios atrás. E aquela sensação de “e agora e agora e agora?” que ficou pendente? Mas há coisas mais urgentes para se resolver…
  • Muito legal também nosso querido-NOT Joffreyzinho passando de grande herói (principalmente quando tenta humilhar Sansa mas acaba recebendo uma resposta sarcástica e inteligente da noiva) a garoto mimado que sai correndo para debaixo das saias da mamãe na primeira oportunidade possível.
  • Ao contrário, Stannis é um rei que faz: motiva seus homens, vai para a batalha, suja a espada de sangue sem medo. Como deve ser.
  • E Tyrion… Tyrion. Do grande estrategista que é ao homem que precisa tirar o carisma com a população de onde não tem (só com a população, porque é o personagem mais carismático da série de longe) e liderá-los numa batalha que parece perdida. E ainda ter de sair vivo no final do dia.
  • Uma cena que tive medo de cortarem apareceu: a interação entre Sansa e Hound em seu quarto. MUITO atenuada dos livros (tiraram todo o contexto sexual, acho que provavelmente para que o papel dele na próxima temporada não seja mal-interpretado), meio corrida, mas ainda sim fundamental para ambos. E a burrice absoluta dos Starks: “estou indo para o Norte, talvez para Winterfell, venha comigo”. “Ah não, tou de boa aqui, valeu”. …. A única coisa que poderia ser colocada a mais seria ele deixando a capa ou algo assim como no livro e ela a guardando, mas ainda assim fiquei muito feliz com a interação. E com o detalhe: ela não sentiu medo dele.
  • A parte do “ir para casa vivo no fim do dia” acaba não dando muito certo para Tyrion: ele mata os inimigos, mas acaba atingido em um atentado (e salvo por Podrik, seu fiel escudeiro). Pelo menos ele não perdeu o nariz – e através dos seus olhos delirantes vemos a salvação vindo a cavalo, para revolucionar a vida de todos os habitantes da capital.
  • A cena redentora da Cesei: ela e Tommen sentados no Trono de Ferro e ela contando-lhe a história de um leão muito corajoso que venceu todos os adversários. Nesse ponto senti a atriz tentando passar calma, mas ao mesmo tempo o desespero da mãe que pretende envenenar seu filho para que ele não tenha uma morte horrível diante de seus inimigos. Só que nos últimos minutos tudo acaba bem, com a entrada triunfal dos vencedores da batalha e o fim do pesadelo. Ao menos por enquanto.

***

E é isso! Infelizmente agora só falta um episódio para o fim da temporada 😦

Queria até perguntar uma coisa para vocês: estava pensando em fazer um recap do próximo episódio e depois um fechamento comentando a temporada como um todo. Preferem em posts diferentes ou no mesmo post como ano passado?

Até a próxima!

Anúncios

19 Responses to Game of Thrones – Episódio 19: Blackwater (HBO)

  1. Laura Abreu says:

    Nossa.. também fiquei paralisada, com este episódio foi sensacional… pena que está acabando…. já estou ansiosa para a 3a temporada…

  2. fimdosmundos says:

    Melhor seria um comparativo das diferenças entre o segundo livro e o segundo ano da série.

  3. Marcela says:

    Definitivamente, o MELHOR EPISÓDIO E-V-E-R!!!
    O que foi a explosão do fogovivo? Mais perfeita impossível! De tirar o fôlego. Imaginava que esse episódio ia ser incrível, mas duvidava que chegaria a esse ponto!
    Sei lá, não tem mais o que falar!

    Siiim, faça muitos posts sobre a série, um recap, sobre a temporada… Já tô com tanta saudades, vai demorar TANTO pra voltar…

  4. Marcos says:

    Dois posts, com certeza.

    Ótimo episódio. Foi uma batalha não lá muito épica (por conta do orçamento mesmo, simplesmente era impossível fazer algo como Senhor dos Anéis – os produtores falaram que a batalha foi um dos raros momentos em que eles lamentaram estar fazendo uma série de TV e não um longa-metragem, em que eles poderiam gastar um mês filmando a batalha), mas ganhou muito em realismo. Porque batalhas são coisas sujas, confusas e que fedem a urina e sangue (alguém fala algo assim em algum dos livros, não?)

    Ah, que temporada. Muito bom. Também estava com medo deles intercalarem Porto Real com outros locais, mas sabiamente não fizeram isso.

    As chuvas de Castamere, um belo presente. Sou péssimo para imaginar um ritmo para as músicas no livro, então foi bem bacana escutar uma.

    • Marcela says:

      Verdade, tinha esquecido desse detalhe… Que lindo a música no final. Quase chorei, juro! #emotiva

    • Isso é uma dessas coisas que tem de se manter em mente na série: na maioria das vezes certas ausências e adaptações nem são má vontade dos produtores, são falta de dinheiro mesmo 😛

      • Marcela says:

        Eu super concordo. Acho que conseguiram fazer muuuito, pensando na dificuldade ($$$) da produção. A única coisa que eu definitivamente não gostei foi da mudança na história da Dany. Mas enfim, entendo “comercialmente” falando, deu um up o roubo dos dragões, uma animada naquele final de episódio e tal.

      • Vamos ver como fica depois da season finale, da Casa dos Imortais e tals, mas eu gostei justamente pra dar uma “mexida” na história.

      • Marcos Panontin says:

        Eu achei que deu uma mexida na história da Dany, que é meio parada no segundo livro. E é importante que os espectadores se importem com ela, que ela tenha uma história interessante, já que, no final das contas, os protagonistas são ela, Jon e Tyrion (essa é a minha opinião).

        Como eu acho que no final dessa história de roubo, chegaremos onde o livro esteve, não vi problema nenhum em alterarem.

      • Pois é! Todos estão chegando no ponto onde pararam no livro. O único que acho que vão valorizar um pouco e dar uma enroladinha é o Theon Greyjoy (até para ele ter uma função na terceira temporada)

      • Marcos Panontin says:

        Me pergunto como eles encerrarão a história do Theon.

        Farão igual o livro, deixando em aberto o futuro do personagem, irão além do livro, acabando de vez com ele, ou mudarão o livro, valorizando mais o personagem para a próxima temporada?

        Acho mesmo que podem fazer o que vc falou, Ana, de deixarem pra próxima. Os produtores falam que eles vêem a adaptação como uma adaptação da série, e não dos livros (o que fica óbvio se vc pensar que o 4º e o 5º são paralelos).

      • Eu acho, até porque o Reek não apareceu nessa temporada (apesar de ter sido mencionado pelo pai dele) e pela informação de que os Reeds vão aparecer na próxima temporada. Fora que eles não deixariam um ator bom como o Alfie Allen de molho por duas temporadas até o Theon voltar para a história (não é spoiler dizer que ele volta no quinto livro).

        E eles não estão seguindo a ordem dos livros de qualquer forma: o primeiro capítulo da Arya em Fúria dos Reis aconteceu no último episódio da temporada passada e já estão contando no seriado os primeiros capítulos do Jaime no Tormenta de Espadas (até acho, pelo preview, que vão parar a história dele quando certa coisa importante acontece), então não tem muito o que se preocupar quanto a isso.

  5. Eu não assisti nenhum episódio dessa temporada… mas acho que vou assistir esse =o

  6. Bruno says:

    Três palavras só: halfman! halfman! halfman!

  7. Regis says:

    Alguem sabe quem faz o ensserramento do episodio 19? Que banda ou cantor?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: