Um Freio na Compulsão

Voltamos à base operacional do Leitura Escrita e agora é hora da tradicional faxina de início de ano, separar o que tem de ser guardado do que tem de ser descartado, limpar e organizar para começar o ano que se avizinha (bom, já estamos em fevereiro, então posso dizer que estou com um mês de atraso :P).

Como já mencionei antes, acabei exagerando a mão nos livros do ano passado. Lembram que eu tinha feito uma lista, um levantamento de tudo o que tinha comprado? Descobri 23 livros nos quais nem toquei, comprados só em 2011. Isso é muita coisa e se somar com os exageros de 2010 (quando também sobrou muita coisa) e outros anos… bom, quase soterrada em livros que não li.

Sei que é quase impossível resistir ao canto de sereia daqueles lindos livrinhos em livrarias, físicas ou on-line, mas tenho de dar uma segurada. Infelizmente dinheiro não dá em árvore e muitas vezes o que está indo em livros está faltando para alguma outra coisa. Não estou dizendo para parar de comprar livros, até porque não vou fazer isso (e já que topei o desafio literário, vou ter de adquirir uma coisinha ou outra, até porque meu cartão de biblioteca já era 😦 ), mas se existe uma coisa na vida que nós devemos evitar, estando ao nosso alcance, é o desperdício. Principalmente, eu diria, o desperdício do próprio dinheiro.

Como já disse, desde ano passado quando minha estante desabou fiz um inventário de quantos livros tinha adquirido ao longo do ano (ganhado, comprado, emprestado) e enquanto essa lista não diminuir, ando segurando o máximo possível meu consumismo. Aliás, fazer listas, percebeu o quanto já se gastou em algo, é uma excelente forma de olhar para suas próprias coisas e ver onde estão os exageros e dar um jeito de corrigi-los.

Por exemplo: são 23 livros não lidos (alguns duvido que lerei algum dia), isso só em 2011 (ainda pretendo fazer um levantamento dos anos anteriores). Por que não ler esses livros, diminuir para talvez uns dez não lidos, ou menos, quem sabe, antes de superlotar a estante de novo, e só comprar lançamentos que realmente interessam, sem empolgar com ofertas e nem com a vontade de ler este ou aquele livro?

E você, caro leitor? Anda comprando mais livros do que dá conta de ler? Está soterrado por uma avalanche literária? O que anda fazendo para dar um jeito em todas as leituras?

P.S.: Já comecei a contabilidade de 2012, até agora entre ganhados e comprados foram nove livros, dos quais li seis. Parece bom, não?

Até a próxima!

Anúncios

26 Responses to Um Freio na Compulsão

  1. bem, eu só comprei um livro que realmente me chamou mais a antenção pelo baixo preço do que pelo enrredo. Mas a lista de livros a ler tá grande pra mim, mas comparada a sua é bem pequenina ^ ^.
    Mas mesmo tendo comprado livros que eu realmente queria ter acho que consegui aproveitar bem as promoções do ano passado. E o saldo é positivo.
    O problema são aqueles que eu ainda não comprei, mas não saem da lista do must have por nada. Mas acho que consigo aguadar por mais alguma boa oportunidade que surja por aí. Livros agora só em promoção!

    • Assim é que é bom, sabe? Aproveitou promoções mas leu tudo, ou quase tudo. Tenho um monte de livros que quero ler mas estou esperando promoção, ou conveniência, ou coisas assim, esses eu nem contabilizo como desperdício… E acho que no fundo minha questão comigo mesma é essa, achar que estou desperdiçando, sabe?

  2. Jagunço says:

    Meu drama nåo ë literário. É acadêmico, mesmo. Tulhas de livros não lidos por falta de tempo. Quando somo livros de ficção o prejuízo fica feio. Consumismo bibliogràfico é uma realidade. Nem é vontade de dar uma de inteligente e culto. É gana de cheiro de livro novo. 😄

    Contei vinte e um livros comprados e não lidos. Você está ganhando, companheira. 😛

  3. Alexandre says:

    Durante a época da faculdade de design, eu era um verdadeiro rato de sebos no centro da cidade do Rio (que é um paraíso em termos de Sebos). Comprei uma quantidade imensa de livros dessa forma. “Ah, depois de me formar vou ter sossego e leio tudo”.

    A maior parte deles, jamais consegui ler.

  4. e eu pensando que era a única bibliófila maníaca aaaaahahaha
    bom, até 1 ano e meio atrás eu comprava fácil por mês de 3 a 5 livros, e ficava acumulando… aí passei pelo problema do dinheiro entrando na minha paixão compulsiva e faltando no que é necessário ><
    acabei estabelecendo uma meta de compra de 1 livro por mês, nos casos mais impossíveis de dizer não, 2. e tem dado bastante certo 😉
    tenho na estante uns 12 livros para ler e fiz um catado de livros que ganhei e até comprei antigamente que não penso em ler para doar à biblioteca pública!

  5. Arisa says:

    Nossa, eu também estou soterrada! =/ E muito mais que você: 42 livros (contando com os acadêmicos). A grande maioria eu comprei em 2010, em 2011 tentei dar uma segurada, mas não pude ler muitos por causa da faculdade. Vou ter que fechar a mão completamente pra diminuir essa lista esse ano, até porque dinheiro tá difícil ultimamente…

  6. Ainda bem que quase todos os meus livros não lidos são e-books =P

    p.s1: pirataria é crime! Exceto se o autor ja tiver passado do milhão de vendas… Aí é crime fiançável

    p.s2: R.I.P Megaupload =/

  7. nerdquest says:

    Eu consegui frear a compulsão quando saí da casa dos meus pais e descobri que havia todo um admirável mundo novo de contas a pagar q não incluía só livros, HQs, cerveja e fandangos. Só tenho gastado com livros acadêmicos pro mestrado (mas o pior é que devo ter mais livros não lidos do que vc, tenho MEDO de contabilizar).
    Ah, e tenho o kindle, q eu baixo e não leio anyway. Hehe.

  8. Uma das vantagens de ter um Kindle é não ter mais estantes tortas 😛 Mas, apesar do gasto reduzido, ele é ainda mais compulsivo, pq a facilidade de ter o livro digital é muito maior.

    Eu já prometi pra mim mesmo que só comprarei livros novos quando ler todos o que tenho aqui, mas eu duvido de mim mesmo 😛

  9. criscatbr says:

    Ufa! É um alívio saber que não apenas eu sofro desse mal (totalmente necessário). Também sou consumidora compulsiva de livros e, infelizmente, não dou conta de lê-los no mesmo ritmo que eles chegam em casa. E assim, minha fila de leitura só faz aumentar cada vez mais.
    Assim como você, fiz uma lista dos não lidos, 26 ao todo. Doze deles, eu encaixei naquele desafio literário. Aliás, o do mês de janeiro já foi lido. Iniciando o de fevereiro hoje.
    E o seu, está cumprindo ou desencanou?

    (btw, comprei mais um hoje…)

  10. Suely Ramos says:

    Será que é mal de família? Também tenho uns (muitos, pois não fiz o inventário) não lidos ou com a leitura inacabada por aqui. E me sinto culpada!!!

  11. Bruno says:

    Meus livros já não cabem na estante, tão em pilhas e pilhas pela escrivaninha… =P Pelo menos a maioria dos livros que eu tenho comprado atualmente eu começo a ler pouco depois, o problema é vencer os que eu já havia comprado a mais tempo…

  12. Eu estou com 40 livros e 6 álbuns em quadrinhos na pilha! D: Pior que há 2 anos não consigo baixar esse número, hahaha. Leio 10, compro 10. 😄 Mas estou tentando, estou tentando. =PPP

  13. Rodrigo says:

    concordo com você. Mas acho complicado é deixar de comprar naquela promoção que nunca mais terá chance… e o pior, como saber se quando tiver tempo para ler determinado livro, este não tenha saído de catálogo? tenho vários livros excelentes que não existem em catálogo mais, ou seja, não se encontram e muitos deles nem em sebos… como fazer? Uma idéia é fazer o seguinte, ler no mínimo um livro a mais da quantidade comprada em um determinado mês. Por exemplo, se comprou ou ganhou 5 livros este mês, no mês de março tentar ler 6 livros. Assim talvez consiga colocar em dia (se tiver tempo para ler tudo né?) Pode ser um desafio literário. Talvez até aqui, onde podemos contar os livros que compramos e quais lemos.
    Ah, a experiência de ler e-books é simplesmente fantástica. Não sei se você tem, mas fiquei de voltar aqui e comentar. O melhor de tudo é poder levar nas viagens e as horas esperando no aeroporto passam rapidinhas,

    • Pior que canso de fazer isso, tem uns livros aqui que comprei num saldão de 9.90 que sei que não acharia de novo e muito menos a esse preço, assim como uns achados em sebo. Daí na parte mais colecionável da coisa acho que fica mais difícil refrear o consumo, mas o problema é quando vc compra muito mais livros do que dá conta de ler e alguns pela empolgação, pelo best-seller do momento, e acaba entupindo a casa e desperdiçando. E gosto da sua dica, ir comprando um livro a menos até equilibrar a situação, se é que algum equilíbrio será possível algum dia…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: