Lançamento: O Livro dos Gatos – Estevão Ribeiro

Recebemos um convite de lançamento que ocorrerá na Bienal – O Livro dos Gatos, de Estevão Ribeiro! Será lançado dia 03/09, às 14h, no estande da Saraiva. Maiores detalhes no convite abaixo:

O Livro dos Gatos

Cinco gatos.
Cinco histórias.
O destino de um mudando a vida de todos.
Em uma grande cidade, cinco felinos vivem suas vidas. Um é o bichinho de estimação
de uma enfermeira, outra viva na casa de uma madame. A casa de ração desse bairro é o
lar de outra gatinha, enquanto um gato que era branco mas ficou cinza vigia a oficina do
borracheiro. Somente o gatuno ronda livre pelas ruas. Estão separados, mas o Destino
faz com que se unam novamente para atender um último pedido.
“O Livro dos Gatos” de Estevão Ribeiro fala sobre diversos temas relacionados ao
convívio entre pessoas e animais nas cidades, como abandono, adoção, segurança,
morte e cooperação. Também será usado como uma maneira de alertar as pessoas sobre
as condições – muitas vezes precárias – em que vivem os animais de rua e como parte
de uma campanha para arrecadar fundos para Organizações Não Governamentais que
auxiliam animais abandonados. Já foram escolhidas duas ONGs, uma em São Paulo e
outra no Rio de Janeiro, que a cada livro vendido irão receber 5% do preço de capa
como doação para manterem o seu trabalho.


Especificações:
O livro dos gatos
Texto e ilustrações de Estevão Ribeiro
Dimensões: 20 x20 cm
68 páginas
ISBN: 978-85-64298-36-1
Preço de capa: R$ 25,00
Sobre o autor
Estevão Ribeiro nasceu em Vitória/ES em 1979 e publicou seu primeiro trabalho em
quadrinhos no jornal Notícia Agora em 2000. Desde lá, escreveu roteiros para mais de
600 páginas de histórias em quadrinhos, inclusive para a Turma da Mônica. É autor dedois romances, roteiros audiovisuais e é criador da tira Os Passarinhos, publicada em
sites e jornais desde 2009.
“O Livro dos Gatos” é seu primeiro livro infantil.
Twitter: @estevaoribeiro
Sobre a Llyr Editorial:
Llyr é o deus-mar da mitologia céltica da região onde hoje fica o País de Gales. Foi uma
figura presente no grande épico chamado Mabinogion. E com suas benções que viemos
trazer até vocês um mar de aventuras, um oceano de mistérios.
Llyr Editorial é o selo de literatura especulativa da editora Vermelho Marinho.
Coordenado por Ana Cristina Rodrigues, tem como missão apresentar ao público leitor
histórias de qualidade e envolventes, sejam elas de Ficção Científica, Fantasia, Terror,
Romance Sobrenatural, Steampunk…
Sua proposta é lançar novos autores e nomes consagrados, sempre buscando
entretenimento com qualidade literária.

Anúncios

Devaneios dominicais de uma leitora compulsiva

Dia desses, ao ver as pilhas se acumulando pelos cantos do quarto, me veio uma necessidade súbita de inventariar todos os livros adquiridos (comprados, ganhos, emprestados, doados) de dezembro do ano passado para cá. Não sei se foi porque voltei das férias com mais livros do que imaginava, ou porque o espaço realmente começou a faltar (alguém me doa uma estante nova?), mas resolvi fazer uma pequena contabilidade.

O resultado? Somente contando os livros de literatura (porque se for contar os técnicos e os de referências as coisas complicam *um pouquinho*), de dezembro para cá 58 livros entraram. É muita coisa.

Desses, li 20, estou com 4 pela metade e abandonei 1. Ou seja, não dá nem metade de tudo o que entrou aqui (e isso só contando os livros desse ano, porque li alguns que tinha comprado ano passado e/ou em outras épocas). Pior que se pensar quantitativamente, parece um desperdício sem-tamanho mesmo. É aquela coisa de empolgar em promoção on-line, comprar uma porrada de livros, passar meses pagando as prestações… e não ter lido nenhum até hoje. Ou de ver “um livrinho tão bonitinho e tá tão baratinho” e acabar levando só para enfeitar a estante.

(tá, eu fiz uns negócios de ocasião nesse meio tempo, como achar uns clássicos bem clássicos no sebo, mas…)

Enfim. Colocando aqui a promessa pública de só comprar um livro novo depois que eu ler no mínimo 60% da cota desse ano (dá aproximadamente 35 livros no total).

E segue a busca por uma estante nova…. u.u

Protegido: A Dance With Dragons – George R. R. Martin – com spoilers! (senha: spoiler)

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

A Dance With Dragons – George R. R. Martin

(Primeiro, primeiríssimo, antes de qualquer coisa nessa resenha: esse é o quinto livro da série A Song of Ice and Fire, então se você não leu os outros quatro, é possível que fique perdido ou descubra coisas que não desejaria descobrir agora, apesar de que peguei leve com os spoilers. E se você só viu o seriado, não recomendaria começar o quinto livro, principalmente porque você não vai entender NADA do que está acontecendo, no máximo se lembrar de nomes conhecidos. Tem várias outras resenhas legais aqui no blog, pode procurar alguma ao seu gosto, caso se sinta incomodado por isso).

Leia mais deste post

Tormenta – Lauren Kate

Sabem aquela história de “guilty pleasure”? De você gostar de algo vergonhoso, ter vergonha de admitir, mas gostar assim mesmo? Pois é, essa leitura se deve metade a guilty pleasure, metade a masoquismo puro e simples.

Li Fallen ano passado, não gostei por N fatores. Mas daí fiquei sabendo que a continuação tinha sido lançada no Brasil e me deu aquela curiosidade de ler, sob o argumento de que “será que o segundo é tão ruim quanto o primeiro?”. Como achei-o em uma promoção online por 17 reais e achei um preço justo a se pagar pela curiosidade, acabei comprando para ver qual era.

E não é que achei que melhorou, mesmo?

Dessa vez, os erros crassos de construção da trama que a autora cometeu no primeiro livro não ocorreram: a história está um pouco mais fechada, sem buracos e sem personagens que desaparecem. Pelo contrário, a adição dos personagens novos só acrescentou à trama, por mais que nenhum deles saia muito de um estereótipo pré-concebido.

Leia mais deste post

Concurso Hydra de Literatura Fantástica Brasileira

FIQUEM DE OLHO PORQUE ESSA É A ÚLTIMA SEMANA, AS INSCRIÇÕES ACABAM DIA 14!!! Não percam essa maravilhosa oportunidade! 🙂

Concurso Hydra de Literatura Fantástica Brasileira

O concurso Hydra, uma parceria entre a revista eletrônica norte-americana Orson Scott Card’s Intergalactic Medicine Show e o website brasileiro A Bandeira do Elephante e da Arara, visa expor o melhor da literatura fantástica brasileira para leitores em língua inglesa do mundo inteiro.

Um painel composto por três juízes selecionará três finalistas entre os contos de literatura fantástica publicados no Brasil pela primeira vez nos anos de 2009 e 2010. O conto vencedor será selecionado pelo escritor norte-americano Orson Scott Card, autor dos livros Jogo do Exterminador e Orador dos Mortos e um dos escritores mais premiados de ficção científica no mundo.

Card diz, “Desde a época em que vivi no Brasil no começo dos anos 70, a nação e o povo do Brasil têm sido importantes para mim. É por isso que em Orador dos Mortos, os colonos são brasileiros que falam português! Quando voltei para o Brasil há vinte anos para participar de uma convenção de ficção científica, fiz novas amizades e li o trabalho de alguns autores estimulantes. Continuo seguindo o panorama de ficção científica brasileira, e tenho orgulho que a IGMS facilitará a apresentação de alguns destes escritores aos leitores americanos. Até agora, leitores americanos têm pouca idéia da quantidade de bons trabalhos que estão sendo feitos no nosso gênero no Brasil.”

O conto vencedor receberá tradução para o inglês feita pelo escritor Christopher Kastensmidt, finalista do Prêmio Nebula de 2010, e organizador do Concurso Hydra. O conto vencedor também será publicado na Orson Scott Card’s Intergalactic Medicine Show (IGMS), com pagamento profissional.

Edmund R. Schubert, editor de IGMS diz, “Desde o lançamento online da revista, publicamos histórias do mundo inteiro, mas apenas das partes do mundo onde falam o inglês. Esta oportunidade de buscar literatura brasileira, onde não há apenas um outro jeito de falar mas também de pensar, é emocionante. América do Sul e América Latina são conhecidas de longa data por incorporar realismo mágico em sua ficção, o que é uma novidade perfeita para a IGMS investigar. Estou bastante animado para ver as histórias que chegarão para nós deste concurso.”

O organizador Christopher Kastensmidt diz, “A comunidade brasileira de ficção especulativa produziu centenas de histórias excelentes durante os últimos anos, mas poucos chegaram aos leitores de outros países. Esse concurso é uma chance de mostrar aquele talento para o mundo. Intergalactic Medicine Show reconhece que o mundo da FC se estende muito além dos EUA, e agradeço de coração o apoio deles neste evento. Acho que vai ser um grande momento para nossa comunidade aqui.”

O nome do Concurso Hydra vem da constelação. Sendo um grupo de estrelas com nome de um monstro mítico, a constelação Hydra é símbolo da fantasia e ficção científica produzida pela comunidade de escritores de ficção especulativa. A constelação atravessa a equador celestial, unindo os hemisférios celestiais norte e sul, da mesma maneira que o Concurso Hydra espera juntar os hemisférios norte e sul de ficção especulativa. A constelação Hydra também aparece na bandeira brasileira.

As inscrições serão abertas de 01 de julho até 15 de agosto, e todos os autores brasileiros com contos de ficção científica ou fantasia publicados em 2009 e 2010 são encorajados a participar. O regulamento ESTÁ DISPONÍVEL AQUI. Não existe taxa de inscrição, e o vencedor receberá tradução do conto para inglês e contrato de publicação na IGMS, com pagamento padrão da revista.

Sobre Orson Scott Card’s Intergalactic Medicine Show

Fundada pelo escritor premiado Orson Scott Card, e editada nos últimos cinco anos por Edmund R. Schubert, IGMS é uma revista online bimensal premiada que publica contos ilustrados de ficção científica e fantasia, histórias em áudio, entrevistas, resenhas e mais. Autores vão de profissionais como Peter Beagle e David Farland até autores estreantes. O site da revista é http://www.intergalacticmedicineshow.com.

Sobre The Elephant and Macaw Banner

A Bandeira do Elefante e da Arara (em ingles, The Elephant and Macaw Banner) é uma série premiada de fantasia situada no Brasil colonial. As histórias contam as aventuras de Gerard van Oost e Oludara, uma dupla improvável de heróis que se encontram em Salvador. Notícias, arte e informações sobre as referências culturais e históricas podem ser encontrados no site http://www.eamb.org.

***

Oportunidade MARAVILHOSA para quem quer dar um passo adiante na carreira literária!!!!

Não custa nada ler as regras e submeter trabalhos, vamos lá!

***

Até a próxima!

Harry Potter

Como eu poderia passar toda a existência desse blog sem falar sobre o Harry Potter?

Hoje assisti o Harry Potter 7.2 e o filme mexeu bastante com as minhas emoções… Nunca fui pottermaníaca, nunca li os livros em inglês antes que saíssem em português (a bem da verdade li o livro 5 só um ano depois que o livro 6 saiu e o 7 depois de uns seis meses que já tinha saído no Brasil e tava em oferta), nunca reli os livros, nunca fiz muito frisson em torno da série. Não sei se foi porque já era leitora e já conhecia outros mundos mágicos ou porque a empatia não foi o bastante, mas isso não significa de forma nenhuma que a série tenha sido menos marcante.

Comecei a ler a série logo que o segundo livro saiu no Brasil, em 2000, isso lá nos meus 14 anos, numa época em que por várias questões pessoais eu andava desgostosa dos livros. Na verdade, os livros nem me empolgaram muito, mas minha mãe, curiosa, comprou-os PARA ELA. Estava toda naquela coisa de “não quero essas coisas de criança”, e minha mãe disse: “mas não estou comprando para você, estou comprando para mim”. Lemos os dois de uma só vez. Nesse mesmo ano saiu o livro 3 – e lembro que o li numa das piores noites de minha vida, onde Harry e seus amigos me fizeram companhia, onde Hogwarts foi minha segurança (ou o único escapismo possível quando nem sua casa é segura).

Leia mais deste post

Lançamento: A Tormenta de Espadas – George R. R. Martin

O blog, como vocês sabem, está e permanece de olho.

A Tormenta de Espadas, terceiro livro da série Crônicas de Gelo e Fogo, será lançado no Brasil agora no fim de agosto (e já está em pré-venda). O livro será lançado em volume único, ou seja, ao contrário das edições portuguesa e francesa, não será partido em dois. Todo o texto integral do volume estará lá, em 884 páginas (O_O!).

E vamos à canção de gelo e fogo particular do blog: de acordo com o primeiro capítulo teaser divulgado pela LeYa, como avançamos na adaptação desde o primeiro livro!!!!! 😀

Agora a blogueira para e sorri. Ela está de olho, mas fica muito feliz em saber que contribuiu ao menos um pouquinho para que o texto fosse melhor tratado quando publicado no Brasil. E acho, mesmo, que é só assim que se muda o que está errado: criticando, mas no argumento, nunca no mimimi. Se você parte para o xingamento e agressão, parte qualquer razão que você poderia ter tido a princípio.

E a saga continua!

Logo vai ter resenha aqui do muitíssimo aguardado A Dance With Dragons, o quinto livro da saga.

E pra quem quer uma resenhinha d’A Tormenta de Espadas, tem um mini-texto aqui.

Pra quem quer comprar o livro já de uma vez na pré-venda, dá pra clicar aqui também 🙂

***

Até a próxima!