Extraneus volume 1 – Medieval Sci-Fi – Vários

O site Estronho e Esquésito é um dos pioneiros no Brasil no que diz respeito à divulgação de contos de autores amadores, em especial em histórias de terror. A divulgação online e gratuita é um senhor caminho para quem está dando os primeiros passos na escrita e desde a fundação do site inúmeros autores já publicaram por lá. Comemorando os 15 anos (pois é!) de site, a Estronho está dando um passo além: partindo para a publicação física de coletâneas e romances.

Uma destas primeiras coletâneas, lançada em parceria com a Editora Literata, é a Extraneus vol. 1 (primeiro de uma série de três coletâneas temáticas) que, apesar de não tratar de terror, propõe uma temática bem desafiadora: ficção científica em cenário medieval. Como compatibilizar ambos os conceitos, que à primeira vista parecem incompatíveis? Este foi o desafio lançado nesta coletânea, composta tanto por autores já conhecidos do gênero quanto de novatos que estão aqui para mostrar muito bem que há muita gente boa a caminho.

Uma coisa bem legal da coletânea é o tamanho dos contos. São curtinhos, para serem lidos de uma só vez, do tamanho ideal para quem, como eu, anda com um livro na bolsa para ler enquanto enfrentando o trânsito nosso de cada dia. É um livro de ônibus perfeito, com bocadinhos ideais para serem saboreados entre as paradas.

Como em toda coletânea, há altos e baixos, e os pontos altíssimos são sem dúvida os contos Dez Lampejos do Muçulmano de Ferro, de Cirilo Lemos – que abre a coletânea em grandíssimo estilo com uma cruzada ligeiramente mais tecnológica; Punição, de Simone O. Marques, que conseguiu me surpreender pela construção caprichadíssima em um estilo de conto que não é meu predileto, mas que me cativou até o fim; e Mensagem a Pedro, o Eremita, de Davi M. Gonzales, que consegue dar um ar bem genuíno a uma temática até comum.

Não que o livro também não traga surpresas como um conto que flerta abertamente com o new weird, homenagens aos cenários clássicos de fantasia medieval, como Shadowrun, lendas medievais como a de Robin Hood revisitadas…

Só houve uma coisa que me incomodou nos contos: a temática acabou por ficar repetitiva. Dá para dividir facilmente os contos entre aqueles que tratam de viagens dimensional-temporais, invasões alienígenas e realidade virtual. Na minha opinião, dava para os autores terem extrapolado mais a temática, como os exemplos acima demonstraram, e me pergunto se o problema não é de um certo engessamento que o conceito de ficção científica anda ganhando nos últimos tempos. Dava para ter ousado mais, na minha opinião.

Mas ainda assim é uma obra bem interessante em estilos e narrativas, e um preview bem legalde novos autores que certamente estão aparecendo e causando por aí 🙂

(e, P.S., “medieval sci-fi” pra mim é e sempre será Phantasy Star. E tenho dito!)

***

Até a próxima!

Anúncios

7 Responses to Extraneus volume 1 – Medieval Sci-Fi – Vários

  1. M. D. Amado says:

    Valeu pela resenha! =)

  2. Bruno says:

    A primeira coisa que eu penso quando leio medieval sci-fi é He-Man e Os Mestres do Universo =P

  3. Que bom que gostou, dona Carol.

  4. É, realmente parece que a dificuldade aumenta bastante em se tratando de contos curtos. Se comparando com a da Sagas fica a impressão de que falta algo.
    Fiquei curioso sobre o estilo do conto que mencionou, que estilo se trata?
    Acho que houve um erro na referencia à Shadowrun, já que ele é Cyberpunk e fantasia, não fantasia medieval.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: