Brilho nos Olhos

Um post de emergência, só para não deixar passar…

Hoje/ontem foi a noite de autógrafos do Eduardo Spohr, autor do A Batalha do Apocalipse, aqui em BH. Depois houveu m bate-papo bem legal entre autor e público, com muitas informações interessantes e troca de ideias (e isso quer dizer, CLARO, que assim que meu sufoco mental terminar e eu der conta de ler o livro, vai ter resenha aqui 😛 Faço questão.)

Mas indo direto ao ponto: estava na fila de autógrafos, tinha entrado de novo porque a minha amiga e fiel escudeira Mari tinha resolvido adquirir o livro e queria autógrafo, quando vimos um dos vendedores da loja com uma pilha de livros. Perguntamos se era para mais gente e ele disse “ah, é tudo meu”. Olhando a pilha, tinha o primeiro exemplar do A Batalha…, lançado em 2007, o primeiro lançado recentemente pela Verus e a edição especial de capa dura – e mais um sem capa dura mesmo. “Ah, e esse repetido, é pra outra pessoa?”. “Não, é pra mim também, pra guardar. Sou muito fã desse cara, você não vai entender” (ah, eu vou entender sim, o George R. R. Martin que se cuide caso eu tenha oportunidade de conseguir um autógrafo dele :P).

Pegamos nossos autógrafos e nos sentamos esperando o início do bate-papo. Pouco depois passa o sujeito, sua pilha de quatro livros, um sorriso enorme nos lábios e os olhos brilhando como estrelas. Era a visão da criança que abre seu presente de Natal, aquele maravilhamento e felicidade que só os pequenos prazeres que significam muito podem causar.

Fiquei feliz pelo sujeito, que conseguiu se encontrar com o ídolo, e pelo autor, que conseguiu despertar tal sentimento em um leitor. Será que algum dia consigo um leitor assim também?

Anúncios

4 Responses to Brilho nos Olhos

  1. Ah… foi legal mesmo! O Spohr é gente boa demais, tô louca para ler o livro dele (se tem batalha de espadas deve ser bom)!!!
    Beijos!

  2. Bruno says:

    Aconteceu coisas parecidas na palestra em Porto Alegre também, na Feira do Livro. É bacana ver esse tipo de coisa. E tu vai ter leitores assim também, pode ter certeza =D

  3. Lidiany says:

    Que massa.
    Eu adoraria ter a oportunidade de autografar meus livros favoritos.
    Será que em alguma hipótese remota Martin poderia vir ao Brasil?

    Pena que eu moro na roça e aqui não vem escritor nenhum, pra vc ter uma idéia, aqui só tem uma livraria (papelaria não conta 😛 )que é muito mangueada e muito cara. Acabo comprando sempre na Saraiva e no sub 😄
    O livro do Spohr ainda não li, mas pelo sucesso meteórico pretendo ler…

    • Ana Carolina Silveira says:

      Vc é de Feira de Santana, né? Complicado, a gente reclamando que não tem eventos por aqui (em BH), mas no nordeste é pior ainda, né? Não me lembro de ter ouvido falar de nenhum evento do tipo em Salvador…

      E no Fantasticon ouvi um boato de trazer o Martin aqui pra Bienal do RJ ano que vem, mas acho improvável, ainda mais pq segundo ele mesmo disse no blog, os eventos dele são marcados com antecedência de dois ou três anos (e tá meio em cima da hora então, né :P)
      Mas a esperança é a última que morre 😛

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: